Gucci declara que sairá do calendário das semanas de moda

ISTITUTO DI MODA BURGO

BLOG

O momento é histórico e de reinvenção para todos, inclusive no mundo da moda. Os eventos que aconteciam pelo mundo todo ditando tendências, peças desejo do momento e trazendo novas referências e inspirações para os fashionistas foram suspensos, marcas pararam tudo por falta de possibilidades e precisaram repensar todo seu propósito e sistema de criações, produções e apresentações de coleções, e com isso, muitas mudanças vem acontecendo. Depois da Saint Laurent anunciar seu afastamento da Semana de moda de Paris nesse ano, foi a vez da Gucci, liderada pelo diretor criativo Alessandro Michele, fazer sua mudança de ritmos e formatos de coleções e apresentações declarando que não participará mais do calendário de moda tradicional.




Ele não revelou se irá deixar de fazer desfiles de todo tipo ou se fará os seus por conta própria, mas a grife conta que fará suas coleções 2x ao ano, ao invés de 5 como era até então. Confira trechos da carta de anúncio de Alessandro Michele no instagram da grife:

“Decidi construir um novo caminho longe de deadlines consolidados na indústria e distante dessa performance excessiva que hoje não faz mais sentido. Vou abandonar o ritual desgastado das sazonalidades para recuperar uma nova cadência, mais próxima da minha maneira de se expressar."

"Nos reuniremos apenas duas vezes por ano para compartilhar os capítulos de uma nova história. Serão capítulos irregulares, impertinentes e profundamente livres. Eles serão escritos misturando as regras e os gêneros. Alimentam-se de novos espaços, códigos linguísticos e plataformas de comunicação".

“Gostaria de abandonar todos os protocolos e regras que caracterizaram o nosso mundo até então: cruise, pre-fall, primavera/verão, outono/inverno… Elas já me parecem palavras obsoletas e sem sentido. Rotulam o resultado de um discurso impessoal, cujo significado perdemos”. 


Será esse o início de uma nova era em todo o cenário de moda tradicional? Além da Gucci e da Saint Laurent, também tivemos Giorgio Armani saindo do calendário de desfiles de Alta costura e o designer Dries Van Noten liderando uma iniciativa para desaceleração de todo o mercado de moda: desde estações pré definidas até estoque e liquidações.


Esperamos que seja um novo e positivo momento de mudança, que já era mais do que necessária. Concordam?

Fontes: Guardian / Gucci