5 destaques da Semana de Alta Costura de Paris

ISTITUTO DI MODA BURGO

BLOG

A semana de alta costura de Paris terminou e além dos dois desfiles que trouxemos em posts especiais, Dior e Chanel, não poderíamos deixar de fazer uma cobertura completa aqui. Mas vamos começar te fazendo uma pergunta: você sabe o que é alta costura? Para ser considerado de alta costura, o que só existe em Paris, o ateliê/marca precisa seguir algumas regras, como produção praticamente 100% manual, ter um ateliê em Paris com uma equipe altamente especializada em período integral, apresentar duas coleções ao ano, dentre outras regrinhas. Ou seja: cada peça tem um grande valor, tanto monetário quanto histórico, já que são peças únicas, exclusivas, feitas à mão no berço da moda em Paris e de grandes maisons de luxo.

Como não temos acesso à tal é incrível poder ver, mesmo que através de imagens e fotos, essas verdadeiras obras de arte da moda. Abaixo, nossa seleção de 5 destaques que você precisa ver:





Acreditamos que nenhum desfile deu tanto o que falar quanto o de Viktor & Rolf: os slogans divertidos e fashionistas de camisetas foram parar em vestidos de festa de alta costura super amplos e cheios de tules, babados, laços e volume. Super ousados!





Elie Saab é um dos estilistas favoritos da maioria que admira a alta costura. Nesse desfile ele quis celebrar a magia da feminilidade e também fez um mix com inspirações da vida marinha e nas sereias. Resultado: vestidos que parecem realmente ter saído do fundo do mar mais rico e luxuoso do mundo, cheios de lantejoulas, bordados, transparência e outros em tons vivos e impactantes, destacando ainda mais a beleza feminina.


A Balmain fez seu retorno à alta costura com esse desfile, um marco na carreira de Oliver Rousting, diretor criativo da marca. As pérolas foram o centro da coleção: apareceram bordadas em peças, além dos formatos de conchas, criações brancas como elas e até a maquiagem das modelos. Uma Balmain mais francesa, sonhadora e inspiradora do que as coleções "ready to wear" da marca, que são famosas pela sensualidade e glamour. Incrível como um designer consegue traduzir uma marca à linhas tão diferentes de forma tão bela!




Na Valentino, um casting surpreendentemente composto pela maioria das modelos negras, incluindo Nicole Campbell, emocionou o mundo, mais do que as próprias peças. Cheias de volume, babados e drama, elas contrastavam suas cores super vivas e se destacavam na passarela. Depois das polêmicas em 2016, quando a marca fez uma coleção inspirada na África e não desfilou nenhuma modelo negra e fez um ensaio na África dessa mesma coleção usando a maioria das modelos brancas, parece que a marca finalmente está repensando seus atos e fazendo sua parte na diversidade racial.




A dupla Ralph and Russo foi inspirada pela cantora latina María Felix e pela beleza e sensualidade das mulheres latino americanas. A dupla ainda declarou para a Vogue US: "Ela era a diva mexicana mais famosa de todos os tempos; Eu amo sua paixão, seu carisma, sua sensualidade. Ela era elegante, mas não levou a moda tão a sério. Queríamos nos divertir nesta temporada e celebrar seu glamour cinematográfico latino-americano ”. E tudo isso foi incrivelmente traduzido para as peças: elegantes, sexys e glamourosas!


Gostaram dos desfiles?

Fonte: Vogue US