(2)Collab_, o primeiro Marketplace de Moda Independente do Brasil

ISTITUTO DI MODA BURGO

BLOG

Muito antes da pandemia o projeto do (2)Collab já era idealizado para lançamento em abril, mas seus idealizadores não imaginavam o caos que estaríamos vivendo nessa época do ano e como nesse novo cenário o marketplace seria relevante. Em um momento de repensarmos a indústria e focarmos no consumo de produtos de pequenos negócios e de quem faz, existir um portal que reúne apenas marcas brasileiras independentes é incrível para fomentar a indústria nesse segmento e fazer com que marcas desse porte tenham visibilidade e facilitadores comerciais.

O projeto é do grupo Icomm Group (do OQVestir e Shop2gether) e traz uma forma inovadora de trabalho para esse segmento do mercado. Marcas que normalmente não possuem lojas físicas e que tem equipes muito enxutas e atuam comercialmente com foco no online mas que precisam de estrutura maior operacional e de marketing para alavancarem seus negócios e se tornarem mais conhecidas no mercado podem encontrar no (2)Collab a forma de viabilizar essas necessidades. As marcas tem seu próprio espaço no portal e podem falar direto com seus consumidores, fazer o envio diretamente sem intermediadores, mas contando com todo o suporte operacional do marketplace

Em uma fase de recesso no mercado, é uma receita promissora para alavancar pequenas marcas independentes que estão com dificuldades atualmente e também para fazer com que a moda brasileira, feita de forma consciente e mais sustentável também seja acessível aos consumidores que agora buscam mudar seus hábitos de consumo e não sabem onde encontrar opções variadas que tenham propósito e sejam genuinamente brasileiras, seguindo seus novos parâmetros de compra.


"NOSSA MISSÃO É DESCOBRIR,
IMPULSIONAR EMPREENDEDORES
E DAR ESPAÇOS A VOZES EMERGENTES"

No lançamento, 40 marcas foram selecionadas para compor a cartela de marcas do portal, que tem seções de moda feminina, masculina e genderless, que oferecem roupas, biquínis, acessórios e calçados. De acordo com Mariana Mendes, head de novos negócios do (2)Collab: "Um dos pilares do projeto é a diversidade e resolvemos criar o espaço genderless, além do clássico feminino e masculino, para que cada estilista se sinta livre para definir suas próprias peças e cada consumidor se sinta livre para comprar na seção que mais o representa". As marcas e estilistas, brasileiros e independentes, tem foco em produção slow, com iniciativas sustentáveis e artesanais. 

Fontes: FFW e (2)Collab