Pequenos negócios na cadeia produtiva da moda

ISTITUTO DI MODA BURGO

BLOG


A edição do São Paulo Fashion Week deste ano celebrou o “poder da transformação da energia criativa”. A 45ª edição aproximou o Sebrae para incluir no grande mercado da moda as pequenas empresas do setor.


Segundo o presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos, os pequenos negócios correspondem cerca de 98,5% das empresas do país na cadeia produtiva da moda de alto valor agregado, ou seja são a maioria. Acredita-se, que quanto mais competitivas as pequenas empresas forem, mais empregos serão gerados para o setor, já que eles podem ser os fornecedores para as grandes marcas.


O Sebrae levou para os bastidores do SPFW o projeto “Contextualizar na moda III”, que tem como objetivo levar para o evento mais de 200 empresários, donos de pequenos negócios. Eles tiveram a oportunidade de participar de uma programação intensa de troca de experiências, rede de contatos, palestras personalizadas, desfiles comentados, lançamentos exclusivos e conhecer de perto os bastidores da semana de moda.


O foco principal foi contar com a geração de oportunidades para alcançar uma maior visibilidade dos participantes e a promoção de relacionamentos e fortalecimento de networking para os empresários.


O Sebrae é uma Instituição, que auxilia pequenos negócios a crescerem de tamanho, com planejamento e análise do seu mercado. É recomendado realizar um plano de ação antes de iniciar qualquer tipo de empreendimento, pois é necessário conhecer quem são os seus concorrentes e, principalmente, o seu público-alvo (Persona).

O IMB Brasil possui o curso de Estilismo, que forma o aluno desde da parte de figurino e modelagem, como também aulas de marketing e mercado.  

 

Referências

Pequenos negócios ganham destaque