IMB Brasil realiza workshop na unidade do Senai em São João Batista

ISTITUTO DI MODA BURGO

BLOG

No traço firme do lápis e na inspiração do desenho, uma missão especial. Na noite de quinta-feira, 31 de agosto, na unidade do Senai, em São João Batista, alunos do curso do Aprendizagem Industrial e Qualificação participaram de uma palestra oferecida pelo Istituto Di Moda Burgo (IMB) Brasil. Além de conhecerem a metodologia da instituição e como desenvolver um projeto de coleção, eles participaram de um concurso cujo prêmio principal é uma bolsa de estudos integral do curso de Design de Calçados do IMB, com duração de 90 horas e no valor de R$ 4.350,00.

“Estamos na Semana Temática do Calçado e este workshop apresentado pelo Istituto Di Moda Burgo Brasil nos trouxe uma visão mais técnica e criativa de desenvolvimento do produto. É importante investir nesta pesquisa e oferecer ao mercado calçados exclusivos”, afirma a coordenadora dos cursos de Aprendizagem do Senai, Chanasce Wegner.

Para o professor do Senai, Jerônimo Tridapalli, a busca pela originalidade é o que torna um profissional diferenciado em um mercado que, muitas vezes, aposta apenas em copiar. “Hoje os nossos alunos estão tendo a oportunidade de entender como o processo criativo funciona e a expectativa é que eles levem isso para dentro das empresas e possam mudar nossa realidade, oferecendo produtos diferentes”, avalia.

A diretora do Istituto Di Moda Burgo Brasil, Daniela Colzani, ficou surpresa com a força da economia local, impulsionada pelo desenvolvimento do calçado. Ao mesmo tempo, percebeu o quanto o IMB pode contribuir com o setor, justamente por ensinar às marcas como imprimir sua essência em cada nova coleção.  “Nosso método quer levar criatividade para dentro das empresas. Isso significa transformar em realidade aquilo que se tem em mente. Infelizmente, algumas empresas sobrevivem através da cópia, o que é um desperdício para o Brasil que, no meu ponto de vista, é o país mais criativo do mundo”, observa.

E para que minimamente se inicie uma mudança de pensamento  o mercado perceba que a autenticidade da moda é um caminho sem volta, o IMB vai selecionar um dos estudantes do workshop para receber uma bolsa de estudos integral para o curso de Design de Calçado.

“Acredito que oportunidades podem ser transformadoras. Esperamos que esse novo aluno do IMB possa entrar, aprender técnicas, desenhar. E que ele faça a diferença no mercado de São João Batista e do mundo”, completa Daniela.


 


Inspiração

Durante o workshop apresentado pelo IMB, a professora do Istituto, Yasmim Reis, falou sobre o projeto de coleção. “Quando se trabalha em uma empresa não dá para errar. Até porque quando se lança uma coleção já estamos trabalhando na coleção seguinte e não tem mais como voltar atrás. Então, quem pesquisa tendências, tem menos chances de errar”, ensina a professora.

Yasmim explica que a pesquisa de tendência vai além da definição de estação, cores e materiais que serão utilizados. “Não adianta dizer que eu vou usar a cor vermelha, no veludo, com formas largas. É preciso entender de comportamento, de estilo de vida, de ideias. Saber o que as pessoas estão pensando”, orienta.

Um forte aliado nessa conjunção é a montagem de painéis com as inspirações planejadas. Sites mundiais, considerados como referência no assunto, também são boas fontes de pesquisa. Viagens ampliam horizontes, principalmente em destinos como Paris, Londres, Milão e Nova York. No mercado da moda agora também ganham importância destinos como Tóquio e até o São Paulo Fashion Week. “É importante acompanhar a vida, o movimento das ruas, observar as vitrines internacionais. Hoje os desfiles já disponibilizam na internet as imagens de todos os looks que desfilaram na passarela em alta resolução. Isso ajuda muito”, detalha Yasmim.

 

Concurso

O concurso, que vai premiar um estudante do Senai de São João Batista com uma bolsa de estudos integral do curso de Design de Calçados do IMB, apresentou como tema “Onda Digital”, para o desenho de um sapato destinado à coleção Verão 2017/2018. A inspiração veio da Geração Z, bastante adaptada aos recursos tecnológicos, mas, que nesse momento, quer dar um passo contrário e volta a valorizar os recursos analógicos.

Depois de quase duas horas de desenho, cerca de 20 projetos foram entregues. As cores de referência eram vibrantes, com destaque para o roxo. Houve referência do brilho líquido, do glamour poderoso, das estampas de pele e do brilho digital. O público alvo foram mulheres entre 20 e 30 anos.

A partir de agora os trabalhos serão analisados pelos professores do IMB no Brasil e em Milão, pela diretora do Instituto em Brusque, Daniela Colzani, e pelo diretor geral da instituição, o italiano Fernando Burgo. O resultado será divulgado no dia 11 de setembro, na página do IMB Brasil, com sede em Brusque (SC).

 

Oportunidade

A estudante do Senai de São João Batista, Luana de Oliveira Antunes Branco, de 16 anos, ficou muito impressionada com o workshop apresentado pelo IBM. “Não se vê este tipo de informação de qualidade em todo lugar. Por isso, gostei do evento pela possibilidade de aprender coisas novas”, revela.

Também com 16 anos, a estudante Maria Eduarda Melo ainda não sabe qual caminho profissional seguir. Mas, para ela que gosta de desenho e ilustração, ganhar uma bolsa de estudos no IMB pode ser o incentivo necessário para escolher de vez a área da moda. “Foi interessante e eu não sabia que havia uma instituição com tanta qualidade aqui tão próximo”, pontua.

 

Istituto de Moda Burgo

Formado em 1961, em Milão, pelo empresário Fernando Burgo, o IMB mantém metodologia própria e, nestes 56 anos de atuação, já formou mais de 10 mil pessoas no mundo.

Em Brusque, o Istituto de Moda Burgo, única filial da escola no Brasil, foi fundado em 2015, através de uma parceria entre Fernando Burgo e a empresária Daniela Colzani. Em pouco mais de um ano de trabalho, a instituição já congrega 50 alunos e oferece certificação italiana.

O principal diferencial do IMB é a metodologia italiana, que inclui um livro próprio, com técnicas para aprendizagem. Ao todo, são 47 cursos divididos em programas intensivos e extensivos. Variam entre 90h e 1.120 horas. Este último, mais completo, leva o aluno até Milão, já que o módulo final é formado por um intercâmbio de um mês.

Para todos os cursos o início é imediato e cada professor recebe, no máximo, oito alunos por turno. As aulas são 80% práticas e o cronograma é definido com o estudante, focado nas suas necessidades através de um plano individual.

 

Daniela Colzani

A diretora do IMB, Daniela Colzani, é estilista formada pela Univali em 2006. Morou sete anos em Milão, onde fez duas especializações pelo Istituto de Moda Burgo, além de um ano de fotografia. Tem MBA em Brading. Daniela venceu em 2010 o Concurso de Lingerie e Corseteria e, em 2013, recebeu a Agulha de Ouro de Alta Costura de Milão.