IMB Brasil é referência para alunos de todo o país

ISTITUTO DI MODA BURGO

BLOG

Faz seis meses que a gaúcha Catiane de Souza Schmitz, 24 anos, saiu da cidade natal, Sapucaia do Sul-RS, tendo como destino a cidade de Brusque com um objetivo em mente: especializar-se na área de modelagem. Com o diploma universitário em mãos, Catiane soube de ex-professores sobre o Istituto Di Moda Burgo e que a escola de moda internacional mantinha uma unidade no Brasil.

Ao pesquisar mais, Catiane descobriu que o IMB Brasil estava instalado em uma cidade que já pretendia visitar, por ser famoso polo de pronta-entrega. “Pesquisando no site do Istituto di Moda Burgo Brasil, fiquei muito interessada pelo curso de Alfaiataria Italiana, pois vi que eram 900 horas de modelagem, além do certificado Italiano. Enviei alguns e-mails para saber mais sobre o curso e combinei de vir até Brusque para conhecer o Istituto e sua metodologia”, comenta.

No dia marcado para a visita, ela e a irmã conheceram toda a estrutura do IMB Brasil e Catiane voltou para Sapucaia do Sul com um plano: organizar tudo o que era preciso para se mudar para Brusque por pelo menos um ano, a fim de cursar Alfaiataria Italiana. “Estou desde o mês de junho aqui e o objetivo é me especializar na área de modelagem, com a qual me identifico muito e aprimorar cada vez mais meus conhecimentos. Fiquei muito feliz pela flexibilidade que o IMB Brasil tem desde o início até o término do curso, que avança conforme o desenvolvimento do aluno. E ao final ainda será feito um desfile com as peças que eu desenvolvi. Com certeza, é um curso que está sendo muito importante para o meu crescimento pessoal e profissional. Pessoal, pois precisei abrir mão de estar perto da minha família, amigos e namorado, deixar meu trabalho que eu adorava, além de enfrentar alguns obstáculos diários para manter firme meu objetivo. E profissional porque está me dando base para galgar novos desafios, melhores e maiores dos que já havia tido até aqui. Tenho muito que agradecer à minha tia, meus pais, minhas irmãs e meu namorado. São pessoas que estão, mesmo de longe, me apoiando e acreditando em mim, no meu potencial”, comenta.

A mineira Cristiane Vila Nova, 30 anos, de João Pinheiro-MG, também escolheu a escola de moda Internacional IMB Brasil em Brusque para se especializar. Costureira e modelista desde os 14 anos, ela descobriu o Istituto em pesquisas na internet e não pensou duas vezes ao escolher os cursos que gostaria de fazer. “Já trabalho no ramo da moda desde muito nova, e sempre quis fazer um curso para me profissionalizar e, ao mesmo tempo, que me desse a oportunidade de um intercâmbio. E essa é uma das propostas do IMB Brasil”, ressalta.

Cristiane deve permanecer em Brusque ainda mais tempo. Serão pelo menos dois anos longe do solo mineiro. “Estou cursando Estilismo e será muito bom para complementar meus conhecimentos e desenvolver minhas ideias, criar coleções. Era tudo que eu precisava para alavancar minha carreira”, completa.

 

Um novo caminho

As distâncias parecem ser insignificantes quando a determinação fala mais alto. Foi isso que motivou a pernambucana Luciana Barbosa de Azevedo a matricular-se em um curso do Istituto di Moda Burgo Brasil este ano.

Moradora de Garanhuns-PE, Luciana mudou completamente sua vida há sete anos, momento em que realizava os preparativos para o seu casamento. Consultora financeira havia algum tempo, foi depois de uma infeliz experiência com uma empresa de vestidos de noiva que ela resolveu montar o próprio negócio. “Minha empresa surgiu quando eu comecei a contratar serviços para o meu casamento. Senti a necessidade de uma empresa que oferecesse aquilo que eu via na revista, na internet. Eu queria algo simples, porém, glamoroso. Comecei na sala de casa, trabalhando sozinha, sem saber bem como se fazia, mas eu sentia muito amor por aquilo. E era isso que me impulsionava e me impulsiona até hoje. Mas até eu ter certeza de que era isso mesmo o que eu queria fazer, passei por uma experiência que eu não desejo a nenhuma noiva. Eu não casei com o vestido dos meus sonhos, porque a empresa que me vendeu, não entregou conforme o combinado”, lembra.

Depois desse dia, Luciana se viu ainda mais obstinada a ter sua própria empresa de vestidos de noiva. Abriu seu negócio com apenas seis vestidos e lembra até hoje da primeira noiva que vestiu. “Quando ela assinou o contrato eu pensei: essa vai ser a noiva mais linda dessa cidade. Esse vestido vai ser o mais belo, porque terá o melhor ajuste, será cuidado com o maior carinho. E eu cuidei daquele vestido como se fosse meu. Hoje eu me realizo nas minhas noivas e isso me fez vir para Brusque”, conta.

Assim que montou seu negócio, Luciana resolveu cursar Design de Moda em Caruaru, a 100 quilômetros de Garanhuns, conciliando a empresa e a família com a faculdade. Quando concluiu o curso, não cessou seu desejo de se especializar ainda mais na área. Foi aí que recebeu referências do Istituto Di Moda Burgo Brasil, em Brusque. “No primeiro período da faculdade, colegas de sala e professores começaram a falar de cursos interessantes, e uma das colegas foi quem deu a dica do IMB Brasil, em Santa Catarina. A partir dali eu comecei a seguir o Istituto pelo Instagram e todos os dias eu olhava e mostrava ao meu marido. No ano passado, terminei a faculdade e ficou dentro de mim a certeza de que eu precisava me especializar, porém, a maioria das especializações nessa área são fora do Brasil. Foi quando eu decidi ligar para o Istituto, pois vi que havia alguns cursos direcionados para essa área que eu queria, que era modelagem de vestidos de noiva. Eu queria desenhar meus vestidos e produzi-los”, revela.

Luciana permaneceu na cidade por um mês, momento em que fez o Curso de Modelagem Italiana para Noivas de 90 horas no Istituto Di Moda Burgo Brasil. Ela conta que ficou encantada por Santa Catarina e que foi muito bem acolhida na cidade de Brusque. “Como tudo aqui é lindo, como as pessoas aqui de Brusque são amáveis, estão de braços abertos para bem receber”, afirma.

Sobre o curso, a expectativa é de que seria cansativo, uma intensa carga horária em um curto período. Porém, em sua avaliação, foi maravilhoso. “O curso foi 100% de aulas práticas, com total assistência da professora, que fez questão de me ensinar tudo. Levo na minha mala alguns vestidos de noiva que estou desenvolvendo e um amor multiplicado por aquilo que eu decidi fazer. Além disso, levo daqui um entendimento ainda maior de todo o processo e um nível de conhecimento altíssimo”, avalia Luciana, que retornou a Garanhuns e lançou sua marca própria de estilista de noivas e já trabalha em sua primeira coleção.

De acordo com a diretora do Istituto di Moda Burgo Brasil, Daniela Colzani, a grande procura por alunos de diversos estados brasileiros e até mesmo de outros países, demonstra a credibilidade que a escola internacional de moda conquistou nos últimos dois anos no País. “Hoje o IMB atende alunos de Brusque, da região do Vale do Itajaí, do litoral catarinense, além de outros estados do Brasil, como Pernambuco, Minas Gerais, Rio Grande do Sul, Paraná, São Paulo, Rio de Janeiro, entre outros. O fato de ter alunos desses locais nos faz acreditar cada vez mais que estamos no caminho certo para nos tornarmos uma referência nacional. E Brusque, além de ser um polo têxtil, também mostra que está caminhando, cada vez mais, para ser tornar um polo de moda”, reforça a diretora.